Login: Senha:
Membros da Academia
Médicos, residentes, estudantes
Público Leigo
Boletim Neuro Atual
Arquivos de Neuro-Psiquiatria
Dementia & Neuropsychologia
Neurobiologia
Revista Neurociências
Classificados
Classificados profissionais



COMUNICADOS
Home > Comunicados

13/08/2012
Site permitirá que usuário compare a qualidade oferecida pelos planos de saúde

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) lançará este ano um site que permitirá aos usuários de planos de saúde realizar uma comparação online de diferentes indicadores de qualidade, entre eles, a estrutura, assistência e satisfação dos beneficiários. A ANS também permitirá que a população observe a rede de cobertura de cada plano, favorecendo a escolha na hora da contratação ou migração de plano.

Segundo o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, o novo site possibilitará ao usuário a escolha do plano de saúde que atenda suas expectativas e necessidades, aproveitando a portabilidade entre operadoras, prevista desde 2009. Desta maneira, será possível “montar” um plano de acordo com os serviços mais interessantes para o contratante.

/Esse é um mercado que cresceu muito e as regras de qualidade de atendimento ainda estão em consolidação. Iniciativas como esta do site ajudam nessa regulação. Atualmente, já existem alguns parâmetros para comparação dos planos, mas ainda não existia a possibilidade de realizar a comparação direta através dos índices de qualidade de atendimento, o que será possível com o lançamento do portal”, afirmou o ministro.

Segundo levantamento da própria ANS, o Brasil conta atualmente com mais de 47,8 milhões de beneficiários de planos de assistência médica, enquanto em 2002 eram 31,1 milhões. No site da ANS é possível consultar o ranking de reclamações sobre as operadoras.

Os indicadores que poderão ser avaliados pelo site são: Estrutura e Operação, Econômico-financeiro, Assistenciais de Atenção à Saúde, e Satisfação dos Beneficiários.Eles compõem o Índice de Desenvolvimento da Saúde Suplementar (IDSS), criado pela agência para avaliar a qualidade das operadoras

MONITORAMENTO DO ATENDIMENTO – No início de julho, a ANS informou a suspensão da comercialização de 268 planos de saúde de 37 operadoras. A decisão foi tomada a partir de uma avaliação sobre o acesso e a qualidade dos serviços prestados pelas operadoras. Durante o primeiro semestre deste ano, foram registradas quase 8 mil reclamações contra diversas operadoras, por descumprimento dos prazos máximos estabelecidos pela ANS em atendimentos para consultas, exames e cirurgias.

Durante o período de monitoramento, foi constatado que 105 operadoras apresentaram reclamações nos dois trimestres de avaliação e, destas, 37 se encaixam no critério para a suspensão, definidos por meio da Resolução Normativa nº 259/2011. Os planos suspensos, que se adequarem às normas, poderão retomar a comercialização na próxima avaliação trimestral, que será divulgada em setembro.
O consumidor que pretende contratar um plano de saúde poderá verificar se o registro consta na lista completa suspensos no endereço eletrônico da ANS (http://www.ans.gov.br, Planos de Saúde e Operadoras, Contratação e Troca de plano).

PENALIDADES – As operadoras que não cumprem os prazos definidos pela ANS estão sujeitas a multas de R$ 80 mil ou de R$ 100 mil para situações de urgência e emergência. Em casos de descumprimento reiterado, as operadoras podem sofrer medidas administrativas, como a suspensão da comercialização de parte ou da totalidade dos seus planos de saúde e a decretação do regime especial de direção técnica, inclusive com a possibilidade de afastamento dos seus dirigentes.

Após tentar agendar o atendimento com os profissionais ou estabelecimentos de saúde credenciados pelo plano e não conseguir dentro do prazo máximo previsto, o beneficiário deve entrar em contato com a operadora do plano para obter uma alternativa para o atendimento solicitado. Neste contato, o consumidor não deve esquecer de anotar o número de protocolo, que servirá como comprovante da solicitação feita.

Se a operadora não oferecer solução para o caso, o beneficiário deverá, tendo em mãos o número do protocolo, fazer a denúncia à ANS por meio de um dos canais de atendimento: Disque ANS (0800 701 9656), Central de Relacionamento no site da Agência ou, ainda, presencialmente, em um dos 12 Núcleos da ANS nas principais capitais brasileiras.


 

Rua Vergueiro 1353 - sl 1404 - 14ºandar - Torre Norte Top Towers Office - São Paulo/SP - Brasil CEP: 04101-000 Tel.+55(11) 5084-9463/5083-3876
Copyright © Academia Brasileira de Neurologia | Política de privacidade e uso de informações