Login: Senha:
Membros da Academia
Médicos, residentes, estudantes
Público Leigo
Boletim Neuro Atual
Arquivos de Neuro-Psiquiatria
Dementia & Neuropsychologia
Neurobiologia
Revista Neurociências
Classificados
Classificados profissionais



COMUNICADOS
Home > Comunicados

12/06/2012
EM NOVE ANOS, FATURAMENTO DOS PLANOS DE SAÚDE CRESCEU TRÊS VEZES MAIS QUE VALOR MÉDIO DA CONSULTA MÉDICA

Se o reajuste dos honorários médicos tivesse acompanhado o crescimento econÿmico do setor a consulta médica valeria hoje R$ 83,40 em média

Segundo levantamento do Cremesp (Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo), em nove anos (de 2003 a 2011) os planos médico-hospitalares tiveram 197,8% de crescimento no faturamento em todo o país. A receita anual deste mercado passou de R$ 28 bilhões para R$ 83,4 bilhões no período. O valor médio da consulta médica, no mesmo período, subiu apenas 64,7%. Isso, na média de valores apurada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), segundo dados fornecidos pelas próprias operadoras.

A média de R$ 46,12 para a consulta médica em 2011 ficou muito abaixo – pouco além da metade – do mínimo de R$ 80,00 reivindicado pelas entidades médicas. Caso tivesse sido aplicado o índice de reajuste dos honorários médicos correspondente ao crescimento econÿmico do setor, o valor médio da consulta chegaria hoje a R$ 83,40. Em 2012 as entidades médicas têm registros de planos que ainda pagam menos de R$ 30,00 a consulta.

Cerca de 160 mil médicos que atuam na saúde suplementar no Brasil realizam, por ano, aproximadamente 223 milhões de consultas. Cada usuário de plano de saúde vai à consulta médica em média 5 vezes por ano. Em 2011, 47,6 milhões de brasileiros estavam conveniados a planos de saúde.

Para o presidente do Cremesp, Renato Azevedo Júnior, “a discrepância demonstra o quanto é inadiável e urgente a edição de uma nova instrução normativa da ANS para regulamentar os contratos entre médicos e planos de saúde. Além da correção da defasagem, daqui em diante os honorários precisam ser reajustados no mínimo anualmente, com índices que reflitam inclusive o crescimento robusto do setor.”

No dia 25 de abril ocorreu nova mobilização dos médicos que atuam na saúde suplementar. Além de passeatas e atos públicos em vários Estados, as lideranças médicas entregaram à ANS propostas para normatizar a contratação dos profissionais pelas operadoras. Além de reajustes anuais dos valores pagos, foram solicitados parâmetros para fixação de honorários e para o credenciamento/descredenciamento dos médicos pelos planos de saúde.

Tabela: Faturamento dos planos de saúde e valor médio da consulta médica

Tabela: Faturamento dos planos de saúde e valor médio da consulta médica

Faturamento anual dos planos médico-hospitalares (em R$ bilhões)

Valor médio pago por uma consulta médica (em R$), segundo a ANS

2003

28.0

28,00*

2004

31.6

30,00*

2005

36.4

31,38

2006

42.6

33,37

2007

52.2

36,91

2008

60.7

40,30

2009

65.8

40,26

2010

74.6

42,54

2011

83.4

46,12

Crescimento (%)

197,8%

64,7%

Fonte:

ANS


 

Rua Vergueiro 1353 - sl 1404 - 14ºandar - Torre Norte Top Towers Office - São Paulo/SP - Brasil CEP: 04101-000 Tel.+55(11) 5084-9463/5083-3876
Copyright © Academia Brasileira de Neurologia | Política de privacidade e uso de informações