Login: Senha:
Membros da Academia
Médicos, residentes, estudantes
Público Leigo
Boletim Neuro Atual
Arquivos de Neuro-Psiquiatria
Dementia & Neuropsychologia
Neurobiologia
Revista Neurociências
Classificados
Classificados profissionais



COMUNICADOS
Home > Comunicados

10/01/2013
Exame do Cremesp afere competências básicas para recém-formados

O nível de dificuldade é aferido na proporção estimada de 25% de questões de nível fácil; 50%, médio; e 25%, difícil

A Fundação Carlos Chagas (FCC), que realiza o Exame do Cremesp, é responsável também pelos concursos para Residência Médica. Como tem sido essa experiência?
A FCC possui uma estável e precisa metodologia de trabalho, resultado de uma experiência acumulada em 47 anos de existência, realizando, dentre outras atividades-fim, avaliações de sistemas e programas. Além de pesquisas sistemáticas na área educacional, nos níveis dos ensinos Fundamental, Médio e Superior. A título de exemplo, dentre outros tantos, a FCC tem realizado o processo de seleção de candidatos para Residência Médica do Sistema Único de Saúde (SUS), da Secretaria de Estado de Saúde de São Paulo; o Processo de Seleção de candidatos para Residência Médica e Odontológica da Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo; bem como a 1ª  etapa do processo seletivo para Residência Médica da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Hospital Albert E instein.
A parceria da FCC com o Cremesp tem oito anos. Como são desenvolvidos os preparativos para a realização do Exame do Cremesp?
Sob supervisão do Cremesp, o Exame é preparado e aplicado pela FCC, instituição com larga experiência em avaliação educacional e concursos públicos. A prova é organizada por Banca Examinadora composta de especialistas renomados nas áreas definidas pelo Cremesp. A correção e apuração dos resultados são feitas pela FCC, após leitura ótica das folhas de respostas.
Como são realizadas as questões do Exame do Cremesp?
O instrumento de avaliação cognitiva (prova) da formação dos profissionais recém-graduados é composto por 120 questões objetivas de múltipla escolha, com cinco alternativas cada. As questões da prova aferem competências e habilidades fundamentais nas áreas do conhecimento médico (notadamente nas especialidades básicas), as quais são esperadas de um concluinte de curso de graduação de Medicina, em consonância com as Diretrizes Curriculares Nacionais.O Exame avalia o ensino médico, a partir da análise do conjunto  de resultados. Um dos objetivos do Exame, obrigatório a partir de 2012, é permitir uma avaliação mais ampla e aprofundada do ensino médico em São Paulo.
Que critérios são adotados?
Conforme o artigo 5º da Resolução Cremesp nº 239, de 24 de julho de 2012, que institui o Exame do Cremesp como instrumento de avaliação da formação dos profissionais recém-graduados, o Exame do Cremesp é teste cognitivo, abrangendo as áreas essenciais da Medicina, com ênfase nos conteúdos básicos imprescindíveis ao bom exercício profissional. As nove áreas essenciais definidas para a prova são Clínica Médica, Clínica Cirúrgica, Pediatria, Ginecologia, Obstetrícia, Saúde Mental, Saúde Pública/Epidemiologia, Ciências Básicas e Bioética. Elas estão entre as especialidades mais procuradas e centralizam a solução de muitas demandas de saúde da população. Dentre essas áreas, há uma porcentagem maior de questões para Clínica Médica, Clínica Cirúrgica, Pediatria e Ginecologia/Obstetrícia, cada uma em torno de 18% da composição total da prova.
Quem organiza e corrige e como é assegurada a qualidade da prova?
O Cremesp, em parceria com a Fundação Carlos Chagas, já aplicou exames opcionais e de caráter voluntário nos últimos sete anos, ou seja, de 2005 a 2011. Consolidou-se, portanto, um instrumento cognitivo com confiabilidade ímpar, pois, em todas as versões, a Carlos Chagas forneceu ao Cremesp dados quantiqualitativos, em relatórios detalhados, incluindo avaliações tecnicamente específicas, conhecidas como análises psicométricas dos instrumentos avaliativos.

Qual o grau de confiabilidade e como é garantido o sigilo dos resultados?
A FCC coordena internamente todo o trabalho de preparação, impressão, aplicação, apuração de resultados e elaboração de relatórios inerentes ao Exame do Cremesp. Não terceirizamos nenhum tipo de serviço e temos gráfica própria. A confiabilidade é garantida pelo nosso avançado parque computacional para processamento rápido e seguro de dados, dimensionado para atender aos mais exigentes requisitos de segurança. Os dados são criptografados, atendendo diretrizes de âmbito internacional. As respostas obtidas das folhas óticas são transferidas diretamente para um banco de dados, que serve de entrada para um arrojado sistema de computação, capaz de corrigir e realizar cálculos e estatísticas diversos, por meio de softwares específicos.

Por: Glória Maria Santos Pereira Lima, diretora vice-presidente da Fundação Carlos Chagas (FCC) e acompanhou as oito edições do Exame do Cremesp, que tornou-se obrigatório a partir de 2012. Ela é formada em psicologia, com especialização em psicometria, e atua há 48 anos na FCC, principalmente na área da Saúde. Para ela, as questões da prova, realizada no último 11 de novembro, avaliam as competências esperadas de um concluinte do curso de graduação em Medicina. Nesta entrevista, ela explica como são realizadas as provas e apurados os resultados.

Fonte: CREMESP

 

Rua Vergueiro 1353 - sl 1404 - 14ºandar - Torre Norte Top Towers Office - São Paulo/SP - Brasil CEP: 04101-000 Tel.+55(11) 5084-9463/5083-3876
Copyright © Academia Brasileira de Neurologia | Política de privacidade e uso de informações