Login: Senha:
Membros da Academia
Médicos, residentes, estudantes
Público Leigo
Boletim Neuro Atual
Arquivos de Neuro-Psiquiatria
Dementia & Neuropsychologia
Neurobiologia
Revista Neurociências
Classificados
Classificados profissionais



COMUNICADOS
Home > Comunicados

14/09/2012
Resultado parcial

Maioria é a favor de exame de habilitação obrigatório para exercício da medicina no país, aponta enquete do Cremesp

Após quatro semanas no ar, a enquete do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) com a pergunta “Você é favorável ao exame nacional de proficiência como requisito para o exercício da medicina no país?”, aponta que 76,68% aprova essa proposta

A enquete disponiblilizada no Portal Cremesp em 13 de agosto último, e que ficará no ar até a próxima quinta-feira, 13 de setembro, contabilizou 3.015 votos em quatro semanas. Do total de participantes, apenas 26,18% manifestaram-se contrários ao exame. Clique AQUI para participar da enquete.

O Cremesp vem procurando fazer avançar o debate sobre a instituição do exame nacional de habilitação, via Lei Federal, como requisito para o exercício legal da Medicina no Brasil.

“As iniciativas que visam tornar obrigatória a avaliação dos recém-formados são decorrentes da queda acentuada da qualidade do ensino no país”, lembrou o presidente do Cremesp, Renato Azevedo Júnior. “ Os exames facultativos realizados pelo Cremesp nos últimos sete anos revelaram que quase metade dos estudantes do 6º ano que fizeram as provas não têm as mínimas condições de exercer a profissão”, completou ele.

“A formação profissional nos dias de hoje preocupa as entidades médicas, especialmente em razão da abertura desenfreada de novas vagas em cursos de medicina que não demonstram ter infraestrutura para garantir a qualidade do ensino”, destacou Azevedo.

Cremesp institui exame
A partir de 2012, para obter o registro profissional, os recém formados em Medicina no Estado de São Paulo terão de apresentar declaração de realização do Exame do Cremesp. O registro não estará condicionado ao resultado, mas à participação na prova. O presidente do Cremesp destaca que “o exame será uma ferramenta de avaliação do ensino oferecido pelas instituições e uma oportunidade para reverter a má qualidade da formação que expõe a população atendida a graves riscos”.

Outra iniciativa nesse sentido é o Projeto de Lei nº 217, em trâmite no Senado Federal desde 2004, que propõe a instituição do Exame Nacional de Proficiência em Medicina como requisito para o exercício da profissão no país. De acordo com o PL, de autoria do senador Tião Viana (PT-AC), somente poderão obter inscrição em um Conselho Regional de Medicina (CRM) os médicos que tiverem sido aprovados no exame. O PL não atinge os médicos já inscritos nos CRMS.

Fonte: Cremesp

 

Rua Vergueiro 1353 - sl 1404 - 14ºandar - Torre Norte Top Towers Office - São Paulo/SP - Brasil CEP: 04101-000 Tel.+55(11) 5084-9463/5083-3876
Copyright © Academia Brasileira de Neurologia | Política de privacidade e uso de informações